domingo, 1 de abril de 2012

Profissionais de Educação de Lauro de Freitas decretam greve

A partir desta segunda-feira (2), os profissionais de educação de Lauro de Freitas entram em greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada na última sexta-feira (30), em assembleia na Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (AFPEB), após saber que o governo não voltou atrás de sua proposta que corta direitos estatutários dos servidores da educação.
 
A assembleia realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Lauro de Freitas (ASPROLF), contou com um número significativo de profissionais da educação e, especialmente, com a presença de pais de alunos, que se manifestaram e deram total apoio a proposta de greve aprovada pela categoria. 
 
Após a assembleia, os trabalhadores seguiram em caminhada pela estrada do coco para manifestar a insatisfação com a medida do governo municipal de cortar direitos do servidor. A caminhada terminou com visitas às secretarias do Poder Executivo (Governo, Administração, Gabinete do Vice-prefeito e secretaria da Fazenda).
 
Nesta segunda-feira (02/04), a categoria continuará em manifestação na reunião marcada com o governo, às 09h, no Centro de Cultura de Portão. A esperança é que a prefeita volte atrás e avance nasnegociações, caso contrário à greve continuará.tribuna